Skip to main content

Um pequeno resumo com algumas notícias que chamaram atenção durante a semana.

Tecnologia

Depois de algumas semanas em que a atualização do instagram privilegiando conteúdo de vídeo e a tiktorização do conteúdo dominaram o assunto nas mídias sociais o TikTok finalmente chegou ao topo da lista de apps mais baixados do mundo. Lançado globalmente em 2017 pela ByteDance, o aplicativo chinês de dancinhas e vídeos curtos ultrapassou o Facebook e seus outros serviços em número de downloads, inclusive nos Estados Unidos. O Facebook ficou em segundo lugar no ranking, seguido pelo WhatsApp. Veja a lista com os 10 principais. (Nikkei Asia)

A conexão via satélite criada por Elon Musk está cada vez mais próxima de ser a banda larga regular nos EUA. A velocidade média de download da rede Starkink chegou a 97,23 Mbps (o que significaria fazer o download completo de um filme em cerca de 1 minuto), batendo os concorrentes HughesNet e Viasat. A banda larga fixa ainda é mais rápida – 115,22 Mbps –  mas a Spaxe-x vem se aproximando muito rapidamente. (Business Insider)

 Os funcionários do Google que optarem por trabalhar em casa indefinidamente podem enfrentar cortes de pagamento de até 25%. Uma calculadora de salários vazada obtida pela Reuters mostrou que alguns funcionários remotos – especialmente aqueles com longas viagens – podem enfrentar perdas salariais. Aqui está o que os funcionários em Seattle, Nova York e San Francisco podem esperar.  (Business Insider)

 

Cultura

O filme alagoano “Cavalo” estreia em São Paulo, Rio, BH, Salvador, Brasília e Maceió. Cavalo teve sua estréia no circuito nacional adiada por conta da pandemia, mas isso não impediu que a obra dirigida por Werner Salles Bagetti e Rafhael Barbosa tenha sido recordista de público em exibições online durante a pandemia. Cavalo esta entre a ficção e documentário onde narra o cotidiano de jovens dançarinos num processo de resgate de suas ancestralidades africanas Em Alagoas o filme tem exibição nas salas do Arte Pajuçara e Cinesystem (Parque Maceió e Gardem Arapiraca). Vale mencionar que nosso sócio e criativo Luciano Txu fez a já premiada trilha sonora do filme. (Agenda A)

A Bienal do Livro carioca será diferente este ano, entre os dias 3 e 12 de setembro. O evento será híbrido, com atividades presenciais e online, terá o público limitado a 50% da capacidade do RioCentro e, além de usar máscaras, os visitantes terão de apresentar comprovante de vacinação. A expectativa da prefeitura é que até a abertura da Bienal todos os adolescentes a partir dos 12 anos tenham recebido a primeira dose na cidade. (Folha)

Escolha de Monja Coen como “embaixadora da moderação” para Ambev gera polêmica nas redes sociais. Procurada pelo Hypeness, a Ambev escreve que “o intuito desse projeto nunca foi vincular a imagem da monja com algum produto nosso ou incentivar o consumo” e comenta que o ponto é “falar sobre consumo responsável através do autoconhecimento, que é chave pra moderação”. A companhia ainda cita a meta firmada em 2020 para ajudar 2,5 milhões de brasileiros a reduzirem o consumo excessivo de álcool até o ano que vem e reforça que possui um “objetivo em comum” com Coen. (B9)

 

 

Deixe uma resposta

Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para responder às suas perguntas. Pergunte-nos qualquer coisa!